PROJETO NOVOS OLHARES 6/9

MUSEU NACIONAL: Uma Proposta Espacial

Universidade Federal do Rio de Janeiro – Rio de Janeiro/RJ

A construção do espaço museológico é também a construção da identidade de um povo.” Nesse sentido torna-se mais que imperativo projetar o Museu Nacional evidenciando a memória de seu incêndio, de seu palácio e de seu protagonismo científico diante uma contemporaneidade que lhe antagoniza.

 

Corte Longitudinal no Pátio Central.

 

O projeto propõe a preservação espacialmente coesa de todas as atividades da instituição museal universitária, atua exercendo a manutenção da perspectiva histórica da quinta, utiliza-se do desenho pré-existente como referência para nova concepção espacial e evidencia o incêndio através da conservação de suas sequelas.

A intervenção pode ser resumida por uma ambiciosa extensão da área edificada através da exploração do platô sobre o qual repousa o palácio e pela reconstituição parcial das áreas internas. A nova extensão terá por funções primárias regular o acesso dos diversos agentes e estabelecer áreas dedicadas à atividade de pesquisa, acervo e educação, liberando o palácio para exposição e visitação.

 

Planta Baixa da Extensão do Subsolo

Corte Longitudinal do Palácio

Autor:

Tomás Quadros (autoria da foto: Isabella Mendes)

 

Orientação:

Marina Correia

Share Button